10 de outubro de 2010

Quente ou Frio

Do cerne de todo o meu ceticismo, busco na bíblia palavras para o que quero dizer. “Seja quente ou seja frio. Não seja morno que eu te vomito”.


É exatamente isso que está escrito na carta de Laudicéia. Não desacredito de Deus ou dos anjos, apenas não penso nisso e prefiro não contar com ajudas incertas e fazer o que julgo certo. Aprecio a história das religiões, sem dogmas, sem crenças, apenas os fatos pois deles é possível aprender muito.


Foi esta história que me inspirou a escrever sobre pessoas intensas, que choram, sorri, lutam, perdem e ganham , e para sorte dos seus biógrafos tem uma estória que algumas vezes acabam ficando para história. A falta de opinião é pior do que qualquer má opinião, a indecisão é cruel, mata o tempo e consome as chances de errar ou acertar.


Admiro os loucos que acordam cedo e trabalham mais do que os “normais” na mesa do bar todo dia falando sobre as mesmas coisas e pensando no pobre do “louco” que está trabalhando para seguir sua meta. Admiro os homens que peitam a vida e buscam o

que querem, saber o que quer já é motivo de admiração. Quantos de vocês sabe realmente

o que quer da vida? Admiro os que fazem e não falam tudo o que fariam se fizessem alguma coisa.

Admiro os que bebem para comemorar o que fizeram.

Mas desacredito dos que bebem para falar do que ainda vão fazer, se é que vão um dia sair da mesa do bar.Seja lá o que você escolher para fazer, faça direito, seja médico ou seja um cantor de rock, mas levante a bundinha do bar e pare de esperar Deus te ajudar ou os anjos e o destino te carregarem.


Seja quente, queime seus medos, exorcize os demônios e siga em frente ou seja gelado e siga o caminho mais duro, o caminho real e trabalhoso, mas por favor não mergulhe sua vida morna numa cerveja gelada!


Um comentário:

Vera disse...

Cara Giovanna
ÁMEN e um enorme bem haja!!

Encaminho aos amigos mais entendidos.
Bjo grande!
Acompanhando a estante..
Vera Castro