23 de abril de 2011

Algumas Razões Mudam Tudo.


Uma sala pequena no Baixo Augusta. Grandes atores. Roteiro impecável. Preço R$ 20,00 ou R$ 10,00 se for estudante. o nome da peça; Trilogia do fim. Mesmo os 50 lugares lotados todas as sextas, basta fazer as contas para descobrir o que faz com que a autora, os artista e o dono do espaço tenham um sorriso grudado no rosto. Claro que não é o salário.

Uma bicicleta, alguns amigos. São Paulo calma, verde. Árvores antigas, raras. Carros inusitados. Horas pedalando. Mochila, água e telefone para registrar momentos inéditos. Almoço num antigo bar, jantar em outro.

Seja lá o que você fizer, faça a sua escolha. Fazer o que amamos nos torna realizados. Quem passa a vida fazendo o que os outros acreditam ser a coisa certa, não vive, copia. Pense nas suas razões, nas suas escolhas. Amanhã é domingo, primeiro dia da semana. Se você é daquelas pessoas que tem horror de domingo, o problema não é o dia, é a sua vida.

Mude. Ha sempre tempo. Se for para errar, pelo menos, erre o seu erro e não o dos outros.

Não ha sentimento melhor que saber que somos exatamente quem gostaríamos de ser. Você é essa pessoa? O mundo a nossa volta é simplesmente aquele que escolhemos. Todos os problemas e qualidades são nossa responsabilidade e de ninguém mais. Por isso, por mais piegas, clichê e bobo que pareça ser. Seja feliz, é bem mais fácil do que você imagina.

Um comentário: