1 de abril de 2011

A Volta das Irmãs Cajazeiras

Esta matéria do Xico Sá é demais.
 
“Tem cabaré no mundo inteiro, chique ou brega, mas acabou sobrando só para o meu. Esses católicos, viu?, vou te contar, bando de... Deixa pra lá, agora além de fechar essa disgrama, voltei para a lei dos crentes, vou orar de novo na Assembléia de Deus”, desabafa, a este blog, por telefone, dona Carla Simone Braga, forçada a fechar, em pleno aniversário da “redentora” Ditadura Militar(31/03), a sua “Locadora de Mulher”, na cidade de Cajazeiras, sertão da Paraíba.

Aceitar Jesus, como me cantou a bola o escriba Dirceu Galvão, correspondente deste blogueiro na área, foi fatal para lacrar as portas do cabarezinho. Tia Carla, porém, não tomou essa decisão assim por obra e graça do filho de Deus. Sofreu uma cruzada moral digna dos melhores episódios de “O Bem Amado”. Padre, bispo, irmãs Cajazeiras, parlamentares, ONG´s, ninguém dava sossego.

O que chocou, no caso, em uma cidade dionisíaca que já teve as melhores casas da luz vermelha do sertão, foi o nome do humilde puteirinho. “Locadora de mulher” é realista e sugere uma exploração além do que se tem notícia na mais antiga das profissões. No mais, a casa de tia Carla não diferia em nada, era até menos agressiva no funcionamento, do que o Café Photo ou o Casarão, para citar um de luxo e outro que resiste bravamente à modernidade da rua Augusta, SP.
Escrito por Xico Sá às 11h07

Nenhum comentário: